Análise das Forças Democráticas Sírias – 11/05/17

Nessa postagem faremos uma rápida análise sobre as Forças Democráticas Sírias (FDS), uma das principais forças a lutar na guerra. As FDS são formadas por diversas organizações de diversas orientações políticas. Podemos citar as mais importantes:

As FDS dominam basicamente três áreas no que seria o norte sírio. No extremo noroeste, controlam o Cantão de Afrin; mais ao leste, em uma pequena porção nas margens esquerdas do rio Eufrates, a região de Manbij; e na margem direita do rio Eufrates, contornando-o quase até a cidade de Deir EzZor e seguindo a fronteira com a Turquia até o fim (ao norte) e chegando à fronteira com o Iraque (ao leste), a famosa região de Kobanî e o Cantão de Jazira.

Norte Síria 10.05
Regiões alaranjadas permanecem sob o controle das FDS. Na extrema esquerda da imagem, o Cantão de Afrin. Depois do rio Eufrates e seguindo até a extrema direita da imagem, a região de Kobanî e o Cantão de Jazira. Entre essas duas áreas, do lado esquerdo das margens do rio Eufrates, a região de Manbij. O território curdo é dividido em dois, já que a parte norte da província de Aleppo permanece sobre o controle do Exército Livre da Síria, que contou com o auxílio do governo turco para tomar a cidade de al Bab. Fonte do mapa: southfront.org

Os frequentes conflitos entre tropas das FDS e o exército turco escalaram nas últimas semanas , quando o governo ditatorial de Erdogan realizou uma série de bombardeios com artilharia e aviões em solo curdo na Síria e no Iraque. Tais ataques turcos vieram no momento em que as FDS se preparam para a tomada de Raqqa, atual capital do Estado Islâmico. Dada a já comentada incapacidade das tropas da FDS de retomarem a cidade com suas próprias forças, a estratégia tomada foi cerca-la, conquistando sua periferia. Já que as tropas da FDS abordavam a cidade do norte, decidiram contorna-la pelo oeste, rumo à cidade de Tabqa – próxima à uma grande represa e à uma base aérea ambas com o mesmo nome – totalmente conquistadas nas duas primeiras semanas de maio de 2017. A conquista dessa região que fica à sudoeste de Raqqa é primordial, já que um possível cessar-fogo em 4 regiões próximas à costa síria está em debate na 4ª rodada de negociações das Conversas de Paz de Astana. Se esse cessar-fogo se concretizar, as tropas do governo Assad poderão concentrar suas forças na derrubada do que resta do Caligado do Estado Islâmico na Síria, ou seja, – na região norte do país – avançar sobre Raqqa, já que as tropas do governo sírio já se encontram próximas ao Aeroporto Militar de Jirah, poucos quilômetros à oeste de Tabqa.

Tabqa
No mapa, as regiões em vermelho estão sob o controle do Governo Sírio; em verde, os grupos opositores das Forças Livres da Síria, em amarelo, as tropas das FDS; e em cinza, o Califado do Estado Islâmico. A Represa de Tabqa é o maior reservatório de água da Síria. Fonte do mapa: southfront.org

A sequência de acontecimentos levou o auxílio exitante do governo dos EUA a se intensificar. Se, anteriormente, os EUA pareciam fazer o jogo de interesses da Turquia, uma vez que não armavam nem forneciam outros tipos de auxílio no grau que necessitavam as tropas das FDS para tomar a cidade de Raqqa, agora, com a aproximação das tropas sírias apoiadas pela Rússia da capital do EI, os atritos entre os EUA e o governo ditatorial turco pelo apoio estadunidense à YPG, e o aumento das relações entre FDS e russos no Cantão de Afrin e na região de Manbij, os yankees decidiram fornecer uma série de armas leves e pesadas aos curdos, abalando ainda mais suas relações com Erdogan, que além de condenar o auxílio, parece ter criado uma nova coalização para atuar dentro do Exército Livre da Síria no combate aos curdos, chamada 1º Corp.

30358641080_d9e81ec658_z
Grupo da YPJ. Fonte: Centro de Mídia da YPG.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s